O que é ESG e como ele impacta a agroindústria e o setor rural

Em 2020 o agronegócio foi responsável por quase 20% de todo o PIB (Produto Interno Bruto) do Brasil, sendo o único segmento da economia a apresentar resultados positivos no período.

Apesar disso, os muitos problemas ambientais que atingem o país nos últimos anos, com desmatamento recorde da floresta amazônica, têm provocado diversas críticas ao modo de atuação do setor.

Uma das razões para isso é a exigência cada vez maior por modelos de negócio mais sustentáveis no campo, em acordo com critérios de preservação do meio ambiente e compromisso com o bem-estar social. Se você ainda não sabe o que é ESG e como essa agenda atinge a agroindústria e todo o agronegócio, continue a leitura deste conteúdo.

O que é ESG

Conjunto de práticas ambientais, sociais e de governança, ESG é uma nova forma de empresas operarem e guiarem investimentos. E das pessoas consumirem.

Com foco na sustentabilidade e na responsabilidade social, a agenda ESG exige que as empresas parem de pensar apenas em gerar lucros e passem a se preocupar com o impacto de suas práticas na preservação do planeta e também na qualidade de vida das pessoas.

São critérios ESG:

  • o compromisso com a diminuição da emissão de gases poluentes, a luta contra o desmatamento e o uso consciente dos recursos naturais
  • a luta contra o trabalho escravo e infantil e a paridade salarial entre homens e mulheres
  • o investimentos em processos transparentes e a luta contra a corrupção

Como o ESG cria oportunidades para a agroindústria e o setor rural

A principal razão para o setor rural mudar sua mentalidade, entender profundamente o que é ESG e investir em se adaptar a essa agenda são as oportunidades de transformação que ela pode gerar para o agronegócio.

banner ESG

Para começar, estabelecer uma cadeia limpa de produção no campo, além de ser benéfico para o planeta, também contribui para o acesso a investimentos, linhas de crédito e outros serviços de mitigação de riscos, como o seguro rural.

A longo prazo, estar em conformidade com os critérios de Environmental, Social and Governance reduz custos e gera valor para o negócio, por melhorar toda a sua gestão.

Além disso, com a crescente demanda de adeptos do consumo consciente, indústrias e empresas comprometidas com o bem-estar social e a proteção do planeta devem ganhar uma importante parcela do mercado.

Como a tecnologia ajuda o agronegócio a se adequar ao ESG

Não há como fugir: os agentes do agronegócio precisam se adequar aos critérios ESG se não quiserem perder mercado e dinheiro. E para ser bem sucedido nessa missão é indispensável investir em alta tecnologia.

Recursos tecnológicos viabilizam análises socioambientais dos territórios de forma ágil e digital, e garantem integridade e confiabilidade na coleta de dados. Assim, ajudam as empresas do setor rural não apenas a estarem em compliance com os critérios de sustentabilidade ESG, mas também a provarem suas boas práticas, com processos transparentes.

Agora que você sabe melhor o que é ESG, que tal tornar seu negócio sustentável e garantir que ele atenda a essa agenda? Conheça as soluções digitais oferecidas pela Agrotools, a maior agtech da América Latina, e veja como podemos ajudá-lo.

>>>>>Leia também o artigo ESG: entenda por que adotar essa agenda é vantajoso para o agronegócio.


BRAND

Compartilhar este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Anterior
Próximo

Mais para explorar