Conheça a solução da Agrotools que digitaliza o envio das coordenadas geodésicas ao BACEN

Atender exigências como as da Resolução 4580 do Banco Central, que estabelece a obrigatoriedade do envio das coordenadas geodésicas das áreas beneficiadas nas concessões de crédito obrigatório, é um dos grandes desafios para instituições financeiras que se relacionam com o agronegócio.

Documento composto por dados complexos e que deve ter sua formatação corretamente adequada ao padrão determinado pelo órgão de controle, erros na geração das coordenadas geodésicas levam ao descumprimento de determinação do Manual do Crédito Rural. E sua geração de forma analógica afeta fortemente a operação de concessão de crédito. 

Foi para transformar esse cenário que desenvolvemos uma das nossas ferramentas individuais de análise, o Pixel Coordenadas Geodésicas, que digitaliza o envio desses dados para o BACEN. Entenda melhor como funciona nossa solução tecnológica e veja como ela ajuda a otimizar o processo de concessão de crédito rural

A importância de otimizar o envio das coordenadas geodésicas ao Banco Central 

De acordo com o que está definido no MCR, as instituições financeiras são solidárias aos produtores rurais a que elas concedem crédito. Sendo assim, problemas como desmatamento ilegal nos territórios financiados passam a ser também dos bancos e cooperativas de crédito. 

O envio das coordenadas geodesicas permite melhor controle sobre as áreas beneficiadas com recursos obrigatórios e, assim, é possível fazer o acompanhamento de como esses territórios estão sendo utilizados e saber se neles há alguma prática ilegal.

Otimizar o envio do arquivo com as coordenadas, então, garante o cumprimento da determinação do Banco Central e dá aos bancos e às cooperativas maior segurança nas operações de crédito obrigatório. 

Além disso, a otimização, com o uso de recursos digitais, permite coletar os dados, gerar o arquivo e realizar o envio do arquivo de forma mais eficiente: o que é fundamental para escalar o processo. Se a sua instituição tem dezenas de clientes, apenas a automatização do processo poderá garantir qualidade e celeridade no cumprimento dessa exigência. 

O funcionamento da ferramenta tecnológica da Agrotools 

O engenheiro agrônomo Gabriel Rezende Ferraz explica que “Geodésia é a ciência que estuda as dimensões, a forma e o campo de gravidade da Terra, permitindo analisar, medir e representar o espaço geográfico do planeta com precisão”. Por isso, as coordenadas geodésicas são capazes de mostrar os limites dos territórios analisados.

Nossa ferramenta processa os dados das áreas beneficiadas, adequa os limites do território e exporta o arquivo do perímetro dentro do formato específico exigido pelo Bacen. 

O algoritmo do Pixel de Coordenadas Geodésicas: 

  • capta vértices do polígono, adequando cada área para as especificações estabelecidas
  • adequa grandes territórios ao limite de vértices
  • mantém a área especificada similar ao tamanho real.

Os benefícios de usar o Pixel de Coordenadas Geodésicas 

Como temos mostrado ao longo deste conteúdo, o Pixel Coordenadas Geodésicas digitaliza 100% do envio desses dados ao BACEN, coletando, formatando e gerando o arquivo de forma totalmente automatizada, o que simplifica o cumprimento da exigência segundo o MCR. 

Nossa ferramenta: 

  • simplifica a coleta de dados e o envio das Coordenadas Geodésicas 
  • garante a geração do arquivo segundo as exigências do Bacen 
  • permite escalar a geração das coordenadas e o envio dos arquivos 

Como instituição financeira que atua no agronegócio, você sabe da importância de cumprir as exigências do Banco Central e sabe como elas impactam nos seus processos. Então, conte com nossa solução para otimizar a sua operação. Conheça a ferramenta de análise tecnológica Coordenadas Geodésicas e veja na prática como ele apoia no dia a dia da sua equipe.
E para saber mais sobre as resoluções e exigências do BACEN, faça download do nosso e-book.

Compartilhar este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Anterior
Próximo

Mais para explorar