Blog

Caramuru aposta em ESG, conquista 4 novos mercados e cresce o faturamento em 39% em 1 ano.

Caramuru aposta em ESG, conquista 4 novos mercados e cresce o faturamento em 39% em 1 ano.

7 de junho de 2021

Tempo de Leitura: 5 minutos

Como a Caramuru Alimentos entendeu e soube aproveitar as oportunidades das novas preocupações ESG para conquistar novos negócios internacionais.

Escutando a demanda do mercado

“A demanda por sustentabilidade antecede a conversa sobre o produto. Os compradores querem saber como ele é feito e de onde vem.”

Davi Depiné, diretor de Fomento da Caramuru Alimentos

A Caramuru Alimentos é o principal grupo brasileiro no processamento de soja, milho, girassol e canola. Além de commodities, atua nos segmentos animal, industrial, de biodiesel e logística. Responsável por 12% da moagem de milho e 4,3% do processamento de soja do Brasil, a forma como a companhia lida com sua extensa e robusta operação impacta diretamente o próprio grupo, o meio ambiente e todos que possuem algum tipo de conexão – até o consumidor final.     

Ser uma gigante do setor tem suas vantagens, mas também traz desafios. E, diante de um mercado que cada vez mais exige, não apenas um compromisso com a sustentabilidade como espera uma comprovação de compliance de toda cadeia produtiva, monitorar mais de 14 mil propriedades produtoras que lhe fornecem grãos, com certeza é um desses desafios.

Ao mesmo tempo, se feito com sucesso, a rastreabilidade da cadeia pode ser hoje um grande diferencial competitivo, em mercados nacionais e internacionais. E a Caramuru soube identificar essa oportunidade.

Sustentabilidade como estratégia competitiva

Até a utilização do Safe, a Caramuru operava com gestão tabular dos dados, o que poderia gerar inconformidades territoriais. A Agrotools permitiu que a empresa mapeasse – talvez pela primeira vez – todo o portfólio de fornecedores que possui no país.”

André Luís, gerente de Agricultura da Caramuru Alimentos

Por três anos, a empresa buscou monitorar sua cadeia de fornecedores consultando listas de embargos ambientais e sociais, mas a partir de 2019 passou a usar o SAFE, da Agrotools. A solução permite que, com a ajuda de imagens de satélites e de forma 100% digital, o fornecedor seja avaliado a partir de até 45 critérios distintos de ESG.

O acesso a critérios relevantes são diversos: o Prodes, do Inpe, que realiza monitoramento por satélite do desmatamento na Amazônia Legal  e Cerrado, a análise que permite a verificação de sobreposição de lavouras em unidades de conservação,  terras indígenas e de desmatamentos recentes, além de embargos de CPF por questões ambientais ou sociais. Ademais, dados mais voltados ao âmbito social também são fornecidos, como por exemplo a “lista suja” do Ministério Público do Trabalho, que indica se determinado local possui atividades de trabalhadores em situação análoga à escravidão.

Ao obter uma visão holística de todos os seus fornecedores, a companhia é capaz de escolher seus fornecedores de forma mais bem informada e alinhada com suas estratégias de negócio e marca.

No caso, a Caramuru, conseguiu certificar a sua operação como sustentável, atrelada a dados confiáveis e de forma ágil. A solução digital ainda facilita para que a marca tome decisões ágeis, inteligentes e seguras sobre toda a cadeia, com apenas um clique.

Aumento de 39% no faturamento em um ano

Expectativa de 15% de crescimento na exportação

4 novos mercados

O trabalho de monitoramento ambiental, social e planejamento agrícola das 14 mil propriedades produtoras que fornecem grãos para a companhia já rendeu frutos: dos 5,5 mil produtores com os quais a empresa se relaciona, 74% atingiram o nível máximo de conformidade socioambiental.

O grupo também foi capaz de ganhar novos mercados, e passou a exportar para o Canadá, Austrália, México e Equador. Com mais clientes, a Caramuru espera ver sua receita de exportação crescer até 15% em 2021. Neste ano, o faturamento total deve se aproximar dos R$ 5,9 bilhões, quase R$ 1,7 bilhão ou 39% a mais do que em 2019 – sendo os derivados de soja 89% do total.

E a visibilidade da cadeia produtora também oferece outras vantagens competitivas à marca. 

Ainda sobre a expansão internacional, o monitoramento da cadeia produtiva também permite que a empresa acelere outro projeto: a identificação de produtores de soja não transgênica, que tem forte demanda internacional. A soja não transgênica representa 30% do total de soja adquirida pela Caramuru e a meta é ampliar em até 20% o volume originado do grão convencional na safra 2020/21. 


Tecnologia sob medida para sua necessidade e orçamento

Na Agrotools você encontra planos flexíveis para aquisição de ferramentas Saas prontas para uso ou APIs fáceis de integrar no seu próprio sistema. Em poucos cliques, faça análises e monitoramentos de territórios 100% digital. Reduza riscos e custos nas operações e garanta mais agilidade à sua equipe.

 IR PARA A LOJA

 

Relacionados

Uma mão segura um laptop sobre uma plantação, enquanto a outra digita. Acima aparecem gráficos de análise de dados do agronegócio.

Gestão de riscos socioambientais no agronegócio: como fazer da forma correta

Manuseio de plantação, representando a agricultura de baixo carbono.

Agricultura de baixo carbono: o que é, como aplicar, desafios e oportunidades para o futuro

Máquina agrícola trabalhando em uma plantação, enquanto no céu há 3 siglas de CO2, responsável pelas mudanças climáticas

Mudanças Climáticas: Importância e Desafios da Redução das Emissões de Carbono no Agronegócio

Solicitar Orçamento