Blog

Ação contra a mudança global do clima: saiba mais sobre o ODS

Ação contra a mudança global do clima

Ação contra a mudança global do clima: saiba mais sobre o ODS

3 de outubro de 2022

Tempo de Leitura: 6 minutos

O décimo terceiro Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS) é focado na ação contra a mudança global do clima e pede que medidas urgentes sejam tomadas para evitar os efeitos mais devastadores das mudanças climáticas.

Embora tenha havido progresso em termos de redução de emissões e promoção de energia limpa, muito mais precisa ser feito para cumprir as metas estabelecidas pelo ODS 13.

Uma forma de reduzir as emissões da agricultura é através do uso de tecnologia. Para isso, o manejo adequado do solo, o plantio direto, o uso racional de insumos, a irrigação racional, o desenvolvimento de novas variedades, entre outras ações, contribuem diretamente para alcançar esse objetivo.

A agricultura digital, por exemplo, envolve o uso de dados coletados em campo e remotamente para tomar decisões em tempo real sobre melhores práticas em linha com a agenda ESG.

Os benefícios da redução de gases do efeito estufa nas atividades agropecuárias

Segundo um relatório da Agência Internacional de Energia, as emissões globais de dióxido de carbono (CO2), responsável por cerca de 60% do efeito-estufa, aumentaram 6% de 2020 para 2021, alcançando o nível mais alto da história.

A redução de emissões de gases do efeito estufa para atividades agropecuárias é importante por vários motivos. Em primeiro lugar, a diminuição dessas emissões ajudará a reduzir o impacto das mudanças climáticas. 

Os gases do efeito estufa são responsáveis por causar o aumento da temperatura global. As consequências desse fenômeno são: o aumento da temperatura média global e do nível dos oceanos, o desequilíbrio da quantidade de chuvas e o deslocamento de espécies animais e vegetais.

Os gases do efeito estufa também são responsáveis pelo aumento do nível de ozônio na atmosfera, o que pode causar problemas respiratórios e outros danos à saúde. 

Na prática, a agropecuária é parte responsável por boa parte das emissões de gases do efeito estufa. A queima de combustíveis fósseis para a irrigação, por exemplo, é uma das principais fontes de CO₂ na agropecuária.

Além disso, na pecuária a produção de metano a partir dos processos biológicos dos bovinos e outros animais também é uma importante fonte de emissão desse gás. Isso acontece devido  às condições anaeróbicas nas quais ocorrem os processos de fermentação.

A agricultura também pode ser responsável pelo efeito estufa. O desmatamento, visando abertura de novas áreas de plantio, é uma das principais fontes de emissão de CO₂, uma vez que  as árvores são responsáveis por absorver este gás.

Outro problema característico da agricultura é o uso excessivo de agrotóxicos, utilizados para combater pragas e doenças, que também pode causar danos à saúde humana e ao meio ambiente. Neste caso, o CO₂ é produzido  na queima desses produtos.

A próprio colheita de grãos representa uma parcela considerável nas emissões de gases do efeito estufa, uma vez que as máquinas agrícolas são responsáveis por emitir grandes quantidades de CO₂.

A proteção do ambiente passa pelo aumento eficiente da produtividade

A FAO (Food and Agriculture Organization) estima que no ritmo atual de consumo, em 2050 seria necessário 60% a mais de comida, 50% a mais de energia e 40% a mais de água para atender nossas demandas. O que nos leva a necessidade de sermos mais inteligentes e eficientes tanto na proteção do ambiente quanto na produtividade para alimentar o nosso futuro.

De fato, para manter a consonância com os objetivos previstos pelo ODS 13, é preciso ter uma convergência eficaz entre preservação do ambiente e a produção de alimentos. De forma que seja possível aumentar a produtividade sem impactar o ecossistema. Evitando, por exemplo, o crescimento do desmatamento e a emissão de CO2.

Portanto, investir em tecnologias que podem ser usadas para reduzir as emissões de gases do efeito estufa e ampliar a produtividade na agropecuária é o melhor caminho para uma efetiva ação contra a mudança global do clima.

ESG e a ação contra a mudança global do clima

Em relação ao ESG (Environmental, Social and Governance), o efeito estufa em atividades agropecuárias é um problema que deve ser considerado.

Ações para diminuir gases poluentes também terão impactos positivos em indicadores relevantes quando se fala em ESG. A preocupação com a diminuição da poluição do ar e da água, a melhoria da qualidade de vida das pessoas e a proteção do meio ambiente se torna algo tangível ao se investir em redução de gases do efeito estufa nas atividades agropecuárias.

No entanto, para alcançar esse objetivo, é preciso que as ações sejam tomadas de forma correta e eficiente. É nesse momento que investir em tecnologias faz a diferença. 

A exemplo de soluções de monitoramento, de agricultura de precisão, de consultas e análise de dados, entre outras inovações tecnológicas que podem ser usadas para reduzir o impacto ambiental e aumentar a produtividade, é o melhor caminho para uma efetiva ação contra a mudança global do clima, aos objetivos da ODS 13 e ESG.

Nova call to action

Melhoria contínua de processos produtivos

Quem atua na cadeia agro sabe do impacto das condições do clima na produção rural, principalmente quando se tem a interferência das mudanças climáticas em decorrência das emissões de gases do efeito estufa.

O Pixel de Previsão do Tempo para Safra da Agrotools, disponibiliza acesso fácil a dados de previsão do tempo para a safra, atualizados diariamente.

A solução garante visualização simples de informações que interferem no rendimento das lavouras e impactam diretamente nos resultados de quem produz e de quem compra ou financia o campo.

Na prática, o Pixel para previsão do tempo para a safra usa recursos tecnológicos para antecipar dados climáticos de uma região por um período predeterminado e informa as empresas que se relacionam com o campo e também o produtor rural sobre períodos de muito sol, altas temperaturas, excesso de vento e outras condições climáticas ocasionadas pelo efeito da mudança global do clima que interferem na colheita.

Relacionados

Uma mão segura um laptop sobre uma plantação, enquanto a outra digita. Acima aparecem gráficos de análise de dados do agronegócio.

Gestão de riscos socioambientais no agronegócio: como fazer da forma correta

Manuseio de plantação, representando a agricultura de baixo carbono.

Agricultura de baixo carbono: o que é, como aplicar, desafios e oportunidades para o futuro

Máquina agrícola trabalhando em uma plantação, enquanto no céu há 3 siglas de CO2, responsável pelas mudanças climáticas

Mudanças Climáticas: Importância e Desafios da Redução das Emissões de Carbono no Agronegócio

Solicitar Orçamento