Blog

Zootecnista e os produtos de origem animal: Histórico e tendências de atuação

Zootecnista e os produtos de origem animal: Histórico e tendências de atuação

Zootecnista e os produtos de origem animal: Histórico e tendências de atuação

Há exatos 178 anos, o francês Adrien Étienne Pierre, fazia uma reflexão bastante interessante sobre o significado dos animais para a vida no planeta em seu livro “Cours d`Agriculture”. Na época, ele propôs uma separação científica e intelectual entre a produção agrícola e a criação de espécies domésticas. Dois anos mais tarde, nascia a profissão do zootecnista.

No Brasil, a história dessa profissão é bem mais recente, sendo datada a partir de 1951, com a fundação da Sociedade Brasileira de Zootecnia. Desde então, o zootecnista adquiriu um papel de grande importância no país, principalmente na produção de muitos produtos de origem animal, que vão além da produção de alimentos.

Assim, para comemorar o dia do zootecnista, a ser celebrado dia 13 de maio, nós, da Agrotools, desenvolvemos este conteúdo. Nele você verá o quão importante é este profissional para o agronegócio, além dos ramos de atuação que serão tendências no futuro próximo.

Entendendo um pouco mais sobre a profissão do zootecnista

A domesticação de animais remonta ao início da civilização. Homens domesticavam animais para sua própria subsistência, de uma forma bem rudimentar e nada tecnológica.

Mas, com o advento da ciência, o relacionamento entre homens e animais sofisticou-se bastante, principalmente com a aplicação de tecnologias e muitos outros recursos técnicos. Hoje até o material genético de animais é estudado e aprimorado.

E um profissional se destaca e é o grande gerador de toda essa evolução, o zootecnista!

Na produção animal, o zootecnista é um dos profissionais de maior importância. Hoje em dia, a ciência zootécnica tem diversas áreas de atuação, que vão desde a criação de animais de produção ou companhia, até a conservação e preservação da fauna.

O conhecimento e a expertise do zootecnista é também requisitada nas indústrias alimentícias, seja para realizar atividades de controle de qualidade de produtos de origem animal, seja para otimizar todo o processo da cadeia produtiva, da produção dos insumos ao frigorífico. 

O zootecnista é responsável também pelo desenvolvimento de técnicas que garantam maior produtividade dos animais, seja através de técnicas de cruzamento e melhoramento genético, seja por meio de estratégias que garantam bem-estar animal.

Se tem produtividade, tem um zootecnista trabalhando!

Diante das muitas possibilidades que vimos anteriormente, o propósito do zootecnista é bastante claro: 

Compreender as relações animais, suas utilidades e serviços úteis ao homem de uma forma mais sustentável, ou seja, tecnicamente eficiente, economicamente viável, socialmente justa, ambientalmente correta e eticamente adequada.

Dentre as inúmeras espécies animais de interesse zootécnico, podemos citar desde as menos conhecidas, como abelhas, avestruz, jacaré, javali, escargot, até as mais comuns, como bovinos, aves e suínos. Para isso, ele estuda disciplinas bases de bioquímica, ecologia, física, matemática aplicada até chegar nas disciplinas técnicas relacionadas à reprodução e melhoramento genético, manejo e dieta adequados e comportamento animal, garantindo seu máximo bem-estar.

Esse profissional também é responsável por garantir as condições de higiene dos animais com o intuito de prevenir e combater doenças que venham a comprometer a saúde de animais, principalmente em locais onde esses animais vivem e são abatidos

Além das habilidades de produção animal, talvez muitas pessoas não saibam, mas o zootecnista também tem disciplinas e competências para elaborar o planejamento estratégico nas fazendas e empresas do agronegócio, a fim de administrar atividades, otimizando recursos, aumentando a produtividade e garantindo a máxima lucratividade nesses sistemas. Diante disso tudo, a frase mais falada pelo zootecnista é: “A natureza pode até criar, mas eu vou melhorar”, ou seja, o zootecnista é o grande responsável pela produção sustentável de alimentos e demais itens de origem animal, assim como garantir a eficiência dos sistemas em que essa produção está inserida.

Perspectivas e desafios da zootecnia nacional

Assim como ocorre com muitas outras profissões, a Zootecnia também enfrenta desafios. Talvez, os mais importantes deles é a quebra de paradigmas do desconhecimento da sociedade acerca da evolução da produção animal e alcançar um melhor reconhecimento da profissão institucionalmente, por meio da atualização da Lei 5.550 de 1968, que define o exercício da profissão e os profissionais aptos para praticá-la, e foi sancionada em um período em que quase não havia profissionais formados em Zootecnia no Brasil, uma vez que o primeiro curso de graduação em Zootecnia foi iniciado em 1966 na Pontifícia Universidade Católica de Uruguaiana, e, com o objetivo de fortalecer o conceito de soma de competências multidisciplinares, que todo zootecnista tem. 

Mas, mesmo diante das muitas dificuldades, comemorar o dia 13 de maio é uma das formas de disseminar o valor desse profissional imprescindível para a continuidade do agronegócio brasileiro.

Hoje em dia, o zootecnista consegue atuar em: 

  • Em instituições públicas e privadas, na área de vistoria e assessoria técnica;
  • Em instituições de ensino, pesquisa e extensão;
  • Como profissional autônomo nas áreas de consultoria, escrituração e até mesmo marketing;
  • Na administração de propriedades, como fazendas, granjas e até frigoríficos;
  • Na formulação e no desenvolvimento de rações e suplementos alimentares para as diferentes categorias animais, sejam animais de produção ou de estimação;
  • Nas cadeias da agroindústria, como tradings, bancos, laticínios, frigoríficos, curtumes, varejo;
  • No desenvolvimento de tecnologias de zootecnia de precisão, que permitem a automação de processos, através de drones, câmeras, sensores, aplicativos, e imagens de satélite;
  • Na conservação e reabil13itação de animais silvestres em Zoológicos, Aquários e Santuários;
  • Em leilões, exposições, julgamentos e rodeios, garantindo o bem-estar dos animais e realizando avaliações sobre índices zootécnicos, morfologia e características padrões de raça; 
  • Na criação de animais voltados à Zooterapia, ou Terapia Assistida por Animais;
  • No agronegócio estratégico, acompanhando as tendências de consumo e dos mercados interno e externo e produzindo soluções aos desafios.

O zootecnista é essencial no desenvolvimento e ascensão da área de zootecnia de precisão, uma ciência nova, responsável por aumentar os índices de produtividade no campo com respaldo tecnológico, aumentando a acurácia dos resultados e melhor previsibilidade dos processos, sendo um recurso crucial para que zootecnistas promovam gestões mais eficientes, sempre considerando a boa relação entre homem e animal. Muitas das ferramentas, mencionadas anteriormente, utilizadas nessa área geram os dados utilizados pela Agrotools para desenvolver toda a gama de serviços e soluções que temos disponíveis hoje a diversos atores da cadeia de suprimentos. 

As atividades realizadas pelos Zootecnistas vão muito além da produção em si, os cursos de Zootecnia formam profissionais com foco na sustentabilidade, capazes de aumentar a eficiência dos recursos utilizados e  a produtividade das empresas, através de diversas práticas e tecnologias que promovem um melhor desempenho e, ao mesmo tempo, preservação do meio ambiente. 

Além do que já foi citado anteriormente, como melhoramento genético, aumento da eficiência alimentar, Inseminação Artificial, o manejo de pastagens é essencial para evitar a degradação dos solos, e a implementação de práticas como Integração Lavoura-Pecuária-Floresta tem o potencial de mitigar e até compensar emissões de Gases de Efeito Estufa. O Zootecnista é essencial para o desenvolvimento de um Agronegócio mais eficiente e sustentável, e para atuar neste setor que cresce cada vez mais e está totalmente interligado às práticas ESG, é preciso conhecimento técnico, gerencial e estratégico, visão e atuação sistêmica.

Assim, cabe ao zootecnista buscar seu constante conhecimento para atender todas as necessidades do mercado consumidor, sem nunca esquecer do bem-estar, boa nutrição e conforto dos animais de produção.

A Agrotools, enquanto maior plataforma de soluções digitais para o setor do Agronegócio, conta com estes profissionais e seu conhecimento técnico, em constante atualização, aliado às ferramentas de Zootecnia de Precisão para superar desafios e promover uma cadeia mais sustentável e consciente.

Nós da Agrotools somos gratos aos zootecnistas e desejamos os mais sinceros parabéns a todos esses profissionais.

Relacionados

Ferramentas tecnológicas nas operações de supply chain para atender às exigências dos consumidores, agilizar os processos de compra

Excelência em supply chain: ferramentas digitais para auxiliar decisões estratégicas

Barter: o financiamento rural que está revolucionando o agro

Barter: o financiamento rural que está revolucionando o agro

Frigoríficos: Requisitos para o sucesso da atividade pecuária

Frigorífico: requisitos para o sucesso da atividade pecuária

Solicitar Orçamento