Blog

Mercado de capitais: novas alternativas de financiamento para o agro

Mercado de capitais: novas alternativas de financiamento para o agro

Sustentáculo da economia brasileira, o agronegócio foi responsável, em 2020, por 26,6% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, gerando, sozinho, R$ 2 trilhões. E segundo o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, o IPEA, a previsão é que feche 2021 com crescimento de mais de 2,5%. Apesar dos ótimos números, o único setor a se manter em alta no Brasil durante a crise causada pela covid-19 ainda sofre com gargalos em sua estrutura de financiamento.

Esses gargalos travam o desenvolvimento de muitos produtores e minimizam as oportunidades de negócio para quem pode e quer investir no campo e na agroindústria, especialmente bancos, financeiras, cooperativas de crédito e seguradoras.

A boa notícia é que a expansão da agenda ESG, a aprovação de novas legislações e a pandemia do coronavírus criaram o cenário perfeito para fomentar o interesse do mercado de capitais pelo agro. É sobre isso que tratamos neste artigo. Boa leitura!

O cenário para o financiamento agro hoje

Não é novidade que, apesar de iniciativas de financiamento público, como o Plano Safra, o agronegócio do Brasil sofre com a insuficiência de recursos para financiar o setor.

De acordo com a Organização das Cooperativas Brasileiras, a OCB, a agropecuária nacional precisaria de R$ 900 bilhões em financiamento para cobrir seu custeio, comercialização, industrialização e investimentos. Esse número deixa claro a demanda por financiamento privado que existe no setor, que para continuar a crescer e se modernizar precisa que alternativas de investimento se somem.

O mercado de capital é uma dessas alternativas, especialmente porque há nele muito espaço para a expansão do agro, já que hoje o setor, responsável por mais de 1/4 do PIB do país, é sub-representado na B3, com menos de 5% do seu valor comercializado na bolsa. Essa sub-representação, no entanto, não impediu que o Índice BrasilAgro (índice das ações das companhias do agronegócio listadas na Bovespa) tivesse alta de aproximadamente 60% em 2020.

E as condições atuais favoráveis, com dólar alto e boom das commodities, aprovação de novos marcos regulatórios e interesse dos investidores em um setor sólido que, com os critérios certos de governança, pode servir de modelo para a construção de uma economia mais sustentável, deve expandir a presença no agro nesse mercado.

Fatores que tornam o agro atraente para o mercado de capitais

Único setor da economia brasileira a crescer durante a pandemia, o agronegócio vive a tempestade perfeita para a expansão e a diversificação de modelos de financiamento de sua cadeia produtiva. Nós destacamos alguns dos fatores que construíram esse cenário:

Pandemia e aumento da demanda por alimentos

Durante a crise sanitária causada pelo coronavírus, a demanda por alimentos cresceu no Brasil e no mudo, isso teve grande impacto nos resultados do agro brasileiro, terceiro maior produtor de alimentos do planeta.

Além disso, a FAO, Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, declarou que a agricultura mundial terá de ampliar em 70% a produção de alimentos até 2050, para atender às necessidades de uma população estimada de 9,7 bilhões de pessoas E a expectativa é que o Brasil seja responsável por 40% da produção adicional de alimentos que o planeta precisará no futuro.

Novas legislações

Como já dissemos neste texto, outro ponto que deve estimular a expansão do mercado de capitais no agro são as novas legislações para o financiamento do setor.

Sancionada em maio de 2020, a Lei 13.986/2020, conhecida como Lei do Agro, amplia, moderniza e facilita o financia agrário ao:

  • criar o Patrimônio Rural em Afetação
  • instituir o Fundo Garantidor Solidário
  • possibilitar a indexação da Cédula de Produto Rural (CPR) em moeda estrangeira e viabilizar a emissão utilizando subprodutos e derivados da cadeia
  • instituir a Cédula Imobiliária Rural
  • aprimorar a aquisição indireta de propriedades rurais por empresas e investidores estrangeiros.

Já a Lei 14.130/2021, do Fiagro, aproxima o agro do mercado de capitais por possibilitar que investidores pessoa física ou jurídica, nacionais e estrangeiros, apliquem em fundos que seguem modelo semelhante ao dos Fundos Imobiliários (FII).

Solidez e sustentabilidade do setor

Há ainda a solidez do setor agro brasileiro, que além dos resultados já alcançados, tem previsões otimistas para os próximos anos. E as expectativas são que, com o aumento do número de agentes do setor adotando a agenda ESG, o agronegócio cresça com mais responsabilidade social, proteção ao meio ambiente e governança: exigências urgentes do mercado para os alvos dos seus investimentos.

A importância do acesso às informações para esse movimento

Um insight necessário para quem pretende participar do movimento de expansão do mercado de capitais no agro é entender a importância do acesso a dados sobre produtores e agroindústrias a serem financiados.

Em tempos de afirmação da agenda ESG e da multiplicação de green bonds e outros investimentos sustentáveis, ter ferramentas que monitorem e comprovem compliance com critérios de governança e responsabilidade social e ambiental é fundamental para o sucesso da cadeia agro.

Esperamos que nosso conteúdo sobre o mercado de capitais e o financiamento agro seja útil para você e para os seus negócios.


Quer saber como a Agrotools pode aumentar a eficiência das suas operações de financiamento do agronegócio?
A Agrotools possui mais de 15 anos de experiência e nossas soluções são utilizadas com sucesso pelos principais players do mercado. Tenha visão completa das operações e riscos envolvidos, para tornar sua operação mais ágil, segura e lucrativa.
Conheça nossas soluções para Financiamento do agronegócio e gerencie melhor sua carteira de clientes com todas as análises que você precisa ao alcance de um clique!

Quero saber mais

Relacionados

Agfintechs agregam inovações financeiras para o setor agro

Agfintechs agregam inovações financeiras para o setor agro

Crédito para produtor rural: tecnologia e inteligência de dados

Crédito para produtor rural: tecnologia e inteligência de dados

Conheça os impactos da Resolução Nº 140 do BCB nas operações de crédito rural

Conheça os impactos da Resolução Nº 140 do BCB nas operações de crédito rural

Solicitar Orçamento