GeoID e CAR: entenda a importância da identidade geográfica, metodologia criada pela Agrotools, para a diferenciação do agro brasileiro no cenário mundial

A corrida para a instauração de uma economia de baixo carbono está em curso, e a COP 26 reforçou a importância da agenda ESG e apresentar a ampliação do compromisso de Governos e corporações com as questões de preservação ambiental. 

Esse cenário, que impõe grandes desafios para todos os setores produtivos e, de modo especial, para o agro, também apresenta muitas oportunidades. E ter as ferramentas certas para aproveitar tais oportunidades e evidenciar ativos será fundamental para se destacar em um modelo econômico que tenha como principal pilar a sustentabilidade. 

Nesse texto, nós mostramos como o GeoID, metodologia registrada e  ferramenta de identificação geográfica desenvolvida pela Agrotools, ajuda a produção agropecuária brasileira e toda a cadeia do agronegócio a se diferenciar da concorrência e pode levar à conquista de novos mercados. Confira. 

O que é o CAR?

Registro público eletrônico de âmbito nacional, o Cadastro Ambiental Rural (CAR) foi instituído pela Lei nº 12.651/2012

Obrigatório para todos os imóveis rurais em território brasileiro, o CAR é o primeiro passo para a regularização ambiental de um imóvel rural e compõe uma base de dados para controle, monitoramento, planejamento ambiental e econômico, além de ser instrumento para o combate ao desmatamento. 

Além de dar ao proprietário acesso a benefícios previstos no Código Florestal, o CAR também ajuda empresas que se relacionam com territórios rurais a terem maior poder de acompanhamento sobre o que acontece nessas terras. 

O que é o GeoID?

Quando iniciou suas atividades em 2006, e muito antes da criação do CAR, o foco da Agrotools já era oferecer serviços digitais para a tradução dos riscos e oportunidades do campo para o mundo corporativo, utilizando-se com um dos pilares a geolocalização e monitoramento geográfico das propriedades rurais no Brasil. 

Na época, tempo em que não existiam muitos satélites disponíveis, muito menos dados fundiários, o objetivo foi desenvolver uma metodologia que se transformasse em uma poderosa ferramenta que possibilitasse às empresas e instituições que compram, vendem, financiam e seguram o agro fazerem a identificação dos limites territoriais de cada propriedade rural com as  quais se relacionam. 

Nasceu, assim, nossa ferramenta que atribui a cada território uma identidade geográfica inteligente, o GeoID. Ferramenta que, como escreveu Sérgio Rocha, fundador e CEO da Agrotools, “atende totalmente às necessidades de localização e monitoramento dos ‘alvos’ de interesse em meio ao agronegócio”.

CAR e GeoID se complementam?

O CAR é um cadastro ambiental rural, fundamental para a proteção ecológica. Para a entrega de dados e para o compliance do agro com a agenda ambiental, no entanto, ele não basta. É o que alerta Breno Felix, CPO da Agrotools. 

Segundo ele, “O CAR, para definir o que tem em uma propriedade de ativo ambiental e natural, é ótimo. Mas quando se vai para a área de produção, aí é preciso tomar um pouco de cuidado. E aqui a questão é: como equilibrar as questões ambientais e de produção?”

Para Breno Felix, o Cadastro Ambiental Rural é fantástico e fundamental no controle e monitoramento dos imóveis no campo, mas ele é especialmente focado para o âmbito ambiental. Já o GeoID é essencial pois além da obrigatoriedade do CAR, há também a lei de recadastramento, que é fundiária. O grande diferencial da ferramenta da Agrotools é olhar para as duas legislações e entregar dados completos para quem se relaciona com a produção no campo.

Como o GeoID da Agrotools ajuda a diferenciar a produção agro brasileiro da concorrência? 

Se o GeoID surgiu para oferecer precisão na localização e no monitoramento geográfico das propriedades rurais, hoje, em conjunto com o CAR e outras tecnologias, ele é um recurso essencial para mostrar diferencial competitivo na produção pecuária e agrária do Brasil, especialmente em regiões da Amazônia Legal. 

Para Breno, o Brasil larga muito bem quando o tema é a sustentabilidade na sua produção agro e o país deve buscar valorização no mercado por esse diferencial. E os dados gerados pela solução da Agrotools ajudam a mostrar ao mundo que, por exemplo, no que diz respeito à produção de grãos, nós temos “a soja com a melhor pegada natural do planeta”.

O GeoID permite capturar e evidenciar dados que mostram a preocupação com as questões de preservação ambiental na produção agropecuária brasileira. E isso certamente ajudará nosso setor a se destacar na construção de uma economia mais sustentável e na criação e na busca pelos já tão desejados green bonds. Além de trazer total transparência para a concessão de financiamento e seguro de forma mais estratégica e lucrativa para quem se relaciona com o agro, visto que as instituições financeiras financiam “sub-territórios”, ou seja, talhões ou glebas que estão inseridas dentro de um CAR por exemplo.

Esperamos que conhecer mais sobre o GeoID da Agrotools tenha gerado muitos insights para você. E se quiser descobrir como esse e outros recursos da plataforma da maior AgTech da América Latina podem apoiar o seu negócio, acesse o nosso site e conheça todas as nossas soluções digitais

Compartilhar este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Anterior
Próximo

Mais para explorar