Inovação em seguros rurais: como a sua instituição pode se diferenciar no setor

Você está por dentro das tendências do mercado? A inovação em seguros rurais é uma necessidade para que o setor evolua constantemente. Mais do que isso, ela é fundamental para que a sua instituição financeira melhore sua eficiência, desde o gerenciamento de riscos até a venda dos produtos para o público.

Ficou interessado(a) em entender como você pode se destacar no mercado e gerar mais lucro para a sua seguradora ou resseguradora? Então leia este conteúdo!

Importância da inovação em seguros rurais

As restrições de circulação por conta da pandemia do Covid-19 aceleraram o processo de digitalização do seguro rural. Ele seria inevitável com o desenvolvimento de novas tecnologias, mas as instituições se viram na necessidade de trabalhar de forma remota para seguir operando no campo brasileiro.

Ou seja, quem não trouxe o digital para as suas operações sofreu e continuará sofrendo nos próximos anos. O impacto é relevante em todas as áreas: negociações online, apólices digitais, monitoramento por satélite e novos protocolos de sinistro. Fora a mudança das vistorias presenciais para as remotas.

Nesse sentido, a inovação é a resposta para a imprevisibilidade do campo, porque basear suas operações em dados confiáveis é fundamental para ter mais segurança e oferecer produtos melhores. Assim, os riscos são mitigados e as análises são mais precisas, o que gera novas oportunidades de negócio e permite resultados positivos para a instituição.

Ao mesmo tempo, com os recordes batidos na contratação de seguro rural e novidades como o Open Insurance, encontrar formas de se diferenciar da concorrência será essencial na busca pela expansão do portfólio. A demanda existe, mas os seus produtos devem estar em linha com as necessidades do mercado.

Como se diferenciar no setor

Além do desafio de manter a carteira equilibrada e gerenciar os riscos corretamente, existe a necessidade de se diferenciar da concorrência. É fato que o preço é uma característica importante do comportamento do consumidor, mas não é o único. Por isso, separamos alguns caminhos para você adotar na sua instituição financeira. Confira!

Investimento em tecnologia

Tecnologia e inovação caminham juntas. E a digitalização trouxe avanços fundamentais para o desenvolvimento do setor. Há 20 anos, quem imaginaria que seria possível acessar dados como a produtividade histórica, tipo de cultura plantada e estimativas de penalização da produtividade direto na tela do computador?

Essas ferramentas melhoram toda a esteira do seguro rural, desde a subscrição até o monitoramento das apólices e regulação dos sinistros. Quanto mais digital for o seu processo, maior é a sua percepção de riscos e menores são seus custos operacionais, porque há a redução nas vistorias presenciais. Com procedimentos mais avançados, o seu produto será também mais interessante para o produtor.

Produtos mais sofisticados

Uma das formas de tornar o seguro rural mais atrativo para os clientes é desenvolver novos produtos, que sejam mais adequados para a sua necessidade — ao mesmo tempo em que são mais rentáveis para as instituições. O seguro paramétrico é o maior exemplo atual, porque ele é um índice combinado entre as duas partes, baseado em históricos de eventos naturais e cálculo de probabilidades.

Ele é um produto mais eficiente, porque não há a necessidade de realizar vistorias presenciais para liberar a indenização — caso aquele índice seja atingido, a seguradora efetua o pagamento. Para chegar a esses números, a companhia lança mão de dados históricos e estimativas, enquanto os produtores conseguem contratar um produto na medida para a sua realidade.

Também é possível oferecer coberturas que, em geral, não são aceitas em outras instituições, atraindo um novo público. O seguro de fundos sanitários é um exemplo, que cobre doenças como a febre aftosa no gado. Na verdade, esse é um produto inédito em todo o mundo.

Nichos de atuação

O mercado de seguros rurais é muito retalhado, porque as instituições não atuam em todas as culturas ou regiões. Apesar de parecer um problema, essa realidade traz oportunidades, desde que haja um correto equilíbrio nos riscos assumidos. Portanto, um caminho é investir nos canais de distribuição, atendendo a nichos específicos.

A sua seguradora ou resseguradora pode se especializar em cooperativas de crédito ou desenvolver produtos apenas para grandes produtores, por exemplo. O grande benefício é dominar as nuances da atividade e conseguir uma subscrição mais avançada, principalmente com o uso de dados históricos e estimativas de produtividade e clima para cada cultura e região.

Portanto, a inovação em seguros rurais é fundamental para aproveitar o potencial do setor. Com desenvolvimento de produtos mais aprimorados e adaptados para as necessidades dos produtores, junto com o avanço na gestão dos riscos envolvidos no processo, é possível se diferenciar e melhorar a rentabilidade das operações.
Você quer entender como expandir a sua área de atuação e deixar o seguro rural mais rentável? Então leia este outro artigo do nosso blog!

Compartilhar este post

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Anterior
Próximo

Mais para explorar